ff

PortoAlegre.Net - blog@portoalegre.net
segunda-feira, 29 de abril de 2013
PF prende secretários do meio ambiente do RS e da capital e mais 16

Ação busca reprimir crimes ambientais e contra a administração pública, além de lavagem de dinheiro
 
Pelo menos 18 pessoas foram presas na manhã desta segunda-feira na Operação Concutare da Polícia Federal (PF) do Rio Grande do Sul. A ação busca reprimir crimes ambientais e contra a administração pública, além de lavagem de dinheiro. Entre os detidos está o secretário do meio ambiente do Estado, Carlos Fernando Niedersberg, e o secretário municipal do meio ambiente de Porto Alegre, Luiz Fernando Záchia.
 
Segundo a assessoria de imprensa do governador do Estado, assim que soube da ação da PF, Tarso Genro (PT) imediatamente decidiu pelo afastamento do secretário Niedersberg. O governador está em Israel em uma missão de negócios no Oriente Médio. Em entrevista à rádio Gaúcha, o prefeito José Fortunati confirmou a prisão de Záchia.
 
Em nota divulgada no site da prefeitura de Porto Alegre, Fortunati determinou o afastamento de todos as pessoas apontadas na investigação que ocupem cargos no serviço público municipal até o fim do trabalho da PF. "Não se trata de qualquer julgamento prévio, mas de uma iniciativa para preservar e garantir a total transparência ao processo", afirmou o prefeito.
 
Ao todo, estão sendo cumpridos 29 mandados de busca e apreensão e de prisão temporária expedidos pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região. As prisões estão sendo efetuadas nos municípios de Porto Alegre, Taquara, Canoas, Pelotas, Caxias do Sul, Caçapava do Sul, Santa Cruz do Sul, São Luiz Gonzaga, no Rio Grande do Sul, e em Florianópolis, Santa Catarina.
 
Ao todo, 150 policiais federais participam da operação. A investigação começou em junho do ano passado pela Delegacia de Repressão a Crimes contra o Meio Ambiente e ao Patrimônio Histórico (Delemaph) e pela Unidade de Desvios de Recursos Públicos da Polícia Federal no Rio Grande do Sul e identificou um grupo criminoso formado por servidores públicos, consultores ambientais e empresários. Segundo a Polícia Federal, os investigados atuam na obtenção e na expedição de concessões ilegais de licenças ambientais e autorizações minerais junto aos órgãos de controle ambiental.
 
A operação foi denominada Concutare, termo com origem no latim, que significa concussão. Os investigados serão indiciados por corrupção ativa e passiva, falsidade ideológica, crimes ambientais e lavagem de dinheiro, conforme a participação individual de cada envolvido.
 
Fonte Terra

Postado por WM Internet as 11:14 e tem 0 comentarios

quinta-feira, 18 de abril de 2013
Avenida em área nobre está no topo do ranking do roubo de carros em Porto Alegre

Depois do Gol 1.0, Hyundai I30 é o carro preferido pelos ladrões


Depois das grandes avenidas que cortam a cidade, uma via em área nobre lidera o ranking do roubo de veículos em Porto Alegre. De janeiro de 2012 a fevereiro de 2013, ladrões armados levaram 57 carros na Avenida Mariland, que cruza os bairros São João, Auxiliadora e Mont´Serrat. Outros quatro foram furtados no trecho de menos de dois quilômetros. Os bandidos conseguem nesta região carros novos e potentes. Os dados fazem parte das estatísticas da Polícia Civil, que a Rádio Gaúcha obteve com exclusividade
O ranking do furto e roubo de veículos em Porto Alegre é liderado pela Avenida Sertório, com 146 casos em 14 meses. A lista tem na sequência as avenidas Ipiranga, Protásio Alves e Bento Gonçalves. Depois dessas grandes vias, a Rua Ramiro Barcelos é a campeã no furto, quando o dono não está no carro. Ela tem muitos carros estacionados dia e noite. Na Ramiro Barcelos, estão muitos prédios antigos sem garagem. Na região do Hospital de Clínicas, familiares e pacientes deixam veículos estacionados na rua. O vendedor de cachorro quente Adilson Ferreira Gomes trabalha há quatro anos numa van em frente ao hospital e já viu várias pessoas decepcionadas ao chegarem na rua.
Fonte - Zero Hora

Postado por WM Internet as 16:40 e tem 0 comentarios

terça-feira, 16 de abril de 2013
Rosane de Oliveira sobre o Metrô: "Melhor esperar sentado"

Depois de ontem, quem já andava receoso de que o metrô continuasse no terreno dos sonhos dos porto-alegrenses tem boas razões para temer que o projeto nunca saia do terreno das promessas. Quando se esperava que o prefeito José Fortunati anunciasse o vencedor da proposta de manifestação de interesse (PMI), veio a má notícia: o processo, que andava a passos de tartaruga desde o anúncio feito pela presidente Dilma Rousseff, em outubro de 2011, retrocedeu. Como nenhuma das duas propostas apresentadas é viável, um novo edital será lançado para que as empresas interessadas apresentem uma alternativa no modelopossível e mais barato do que o ideal.
 
O metrô ideal correria em trilhos 20 metros abaixo da superfície, abertos por uma máquina conhecida como tatuzão, que escava por baixo da terra, causando transtornos mínimos ao trânsito. O problema é que esse modelo, tecnicamente conhecido como shield, custaria R$ 9,5 bilhões, conforme proposta apresentada pelo consórcio Invepar/Odebrecht. E o orçamento inicial do metrô é de escassos R$ 2,4 bilhões.
 
Se não dá para fazer o ideal, Fortunati vai tentar o plano B, o modelo "corta e cobre", em que os túneis são escavados trecho por trecho, pouco abaixo da superfície, e cobertos por chapas de concreto. Imagina-se que nesse modelo será possível fazer o metrô por cerca de R$ 3 bilhões. Será possível construir o metrô no modelo "corta e cobre" por menos de um terço do "tatuzão"? Embora Dilma tenha sido veemente na defesa do metrô, se não houver dinheiro, não haverá como executar a obra. Estará o governo federal disposto a ampliar sua participação para além do R$ 1 bilhão prometido e dos empréstimos à prefeitura e ao governo do Estado?
 
Ontem, Fortunati contou na Rádio Gaúcha que pretendia anunciar o resultado da licitação fracassada no dia 10, mas o Ministério do Planejamento pediu que esperasse passar a visita da presidente. Essa informação indica que, ao defender o metrô dirigindo-se ao prefeito, Dilma estava dando uma satisfação aos gaúchos e não puxando a orelha de Fortunati, como pareceu para boa parte dos que assistiram ao discurso dela no Auditório Araújo Vianna.

Postado por WM Internet as 10:23 e tem 0 comentarios

domingo, 14 de abril de 2013
Polícia divulga nome de assassino confesso de seis taxistas

Jovem é de classe média, tem 21 anos e nasceu em Santana do Livramento
O suspeito de matar seis taxistas em uma onda de crimes que aterrorizou o Estado é um jovem de classe média de 21 anos, nascido em Santana do Livramento e morador da Capital. Ele foi preso pela Polícia Civil em Porto Alegre, na tarde de sábado, no bairro Santa Cecília. Sua identidade e os detalhes do caso foram apresentados em uma entrevista coletiva realizada na manhã deste domingo.
Em depoimento, Luan Barcelos da Silva deu detalhes sobre todos os crimes praticados nos dias 28 e 30 de março. No primeiro dia, ele matou três taxistas em Livramento. No segundo, outros três na Capital. Ele contou aos policiais que estava devendo o aluguel do apartamento de dois quartos onde morava com um amigo. Criado pelos avós no Interior, mudou-se para a Capital há cerca de dois anos e meio, onde trabalhava como corretor de imóveis.
No final do ano passado, acabou ficando sem trabalho e passou a enfrentar dificuldades financeiras. Em março, antes da onda de mortes, viajou para Livramento com a intenção de vender um notebook e uma máquina fotográfica para conseguir dinheiro. Como não encontrou comprador, decidiu matar e roubar taxistas.
— As roupas usadas por ele em Santana do Livramento e na Capital estão sujas de sangue. Eu acompanhei todo o interrogatótio dele, que foi feito na presença de um advogado. É uma pessoa fria e calculista. Ele contou em detalhes caso a caso, como foi a morte de todos os taxistas — afirmou o chefe da Polícia Civil, delegado Ranolfo Vieira Júnior.
Polícia descreve suspeito como frio e calculista
Segundo depoimento dado aos policiais, o assassino confesso tomava os táxis, sentava no banco de trás e disparava contra a cabeça dos motoristas sem anunciar o assalto. Removia os corpos dos veículos, ficava com os bens das vítimas e seguia com o táxi até encontrar o próximo alvo. Em Porto Alegre, deixou de matar um taxista porque o condutor desconfiou e pediu que ele se sentasse no banco dianteiro.
— Ele confessou ainda que utilizou a mesma arma, um revólver calibre 22, sete tiros. Ele tem experiência com armas porque serviu ao Exército e diz que usou um tipo de munição em Santana do Lvramento e outro, em Porto Alegre. Isso explica a dificuldade encontrada pela perícia num primeiro momento — destacou Ranolfo.
A sucessão de latrocínios rendeu ao suspeito R$ 470 em Livramento e R$ 400 em Porto Alegre. Depois dos crimes, o suspeito conseguiu um emprego como orientador educacional de informática para crianças. Luan foi levado para um presídio do Interior não revelado pela polícia por razões de segurança.

Fonte Zero Hora

Postado por WM Internet as 13:14 e tem 0 comentarios

Posts mais recentes Posts mais antigos

 
Google
 

 

?timos Posts

Reserve o nome de sua empresa na internet
Coisas que descobrimos em Porto Alegre:
Vídeo com atropelamento em faixa de segurança
Gaúchos desenvolvem aplicativo para incentivar a d...
Veículo de Porto Alegre colide com ônibus e motori...
Anatel bloqueará celulares e tablets xing ling
Vai terminar a histórica onda de calor
Caminhão desgovernado bate em 2 carros em Pouso No...
Acidente com 7 vítimas gera polêmica entre jornali...
Acidente com ônibus de gaúchos no Paraná

Arquivos

Maio 2011 Junho 2011 Julho 2011 Agosto 2011 Setembro 2011 Outubro 2011 Novembro 2011 Dezembro 2011 Janeiro 2012 Fevereiro 2012 Março 2012 Abril 2012 Maio 2012 Junho 2012 Julho 2012 Agosto 2012 Setembro 2012 Dezembro 2012 Janeiro 2013 Fevereiro 2013 Março 2013 Abril 2013 Maio 2013 Junho 2013 Julho 2013 Agosto 2013 Setembro 2013 Outubro 2013 Novembro 2013 Dezembro 2013 Janeiro 2014 Março 2014 Abril 2014 Agosto 2014 Novembro 2014 Agosto 2015 Outubro 2015

 

 

 

WM INTERNET